Navilouca


(Pedro Luis)

 

Segure Navilouca que eu sou pedra rolando
Quiçá  despencando
Em precipício propício
Pr’esse movimento de agora
Desse monumental momento
Monumento,
Hospício

Silêncio na Avenida Presidente Vargas
É mergulho bem prá dentro de si
Fotografei você na minha Dragoflex
De olhar aceso, esperando por mim